Bebida e redes sociais: uma mistura perigosa neste carnaval

Bebida e redes sociais: uma mistura perigosa neste carnaval

Carnaval e redes sociais

A tão esperada temporada momesca traz com ela alegria e muita festa. Exageros são praticamente considerados inevitáveis, a começar pela bebida. Para alguns, é o momento “livre” para se embriagar e namorar. Mas, conforme relatam especialistas, os reflexos dos atos cometidos durante o carnaval, podem trazer sérias consequências na vida pessoal e profissional, por isso é preciso cautela na hora de postar em redes sociais qualquer forma de excesso.

De acordo com a 18ª edição brasileira da pesquisa “Melhores Empresas para Trabalhar”, 83% dos empregadores mais bacanas usam as redes sociais para contratar funcionários. Ou seja, aquele vídeo que te rendeu centenas de curtidas porque estava alcoolizado e dançando de forma estranha tem apenas 17% de chances de passar despercebido pela empresa “de família” para quem você mandou seu currículo.

O uso das redes sociais no processo de recrutamento de candidatos é uma realidade, mas o candidato precisa entender que o recrutador não vai stalkeá-lo somente no seu perfil do Linkedin, que é a sua rede profissional oficial. Uma espiadinha no Instagram, Twitter e Facebook sempre fazem parte da rotina dos recrutadores, ou seja, fuçar o que você anda comentando e postando ajuda a construir o seu perfil para a empresa que pretende contratá-lo.

Claro que a ideia não é que você transforme seus perfis em redes “pé no saco”, mas é aquela história: cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém. Sendo assim, neste carnaval se você for beber, não poste!

:)

Foto: Freepik