Resultado da eleição mostra ‘fracionamento’ dos partidos

Resultado da eleição mostra ‘fracionamento’ dos partidos

[Matéria com o diretor da PlanoB, Bruno Oliveira, sobre o resultado das eleições 2016.]

Os cinco maiores colégios eleitorais do Rio Grande do Norte, cujo número de votantes corresponde a 38% do eleitorado potiguar, serão administrados por partidos que não possuem as maiores representações no Congresso Federal. No pleito deste ano, 20 legendas diferentes saíram vitoriosas da urnas, confirmando o cenário de pulverização partidária exposto ao longo da campanha. Apesar de ter vencido em somente duas cidades – Natal e José da Penha-, o Partido Democrático Trabalhista (PDT) recebeu a maior quantidade de votos no estado, 228 mil, levando o prefeito Carlos Eduardo à reeleição em primeiro turno na capital. Em Mossoró, o Partido Progressista (PP) ocupará, a partir de 1º de janeiro, o lugar do Partido Social Democrático (PSD). Em Parnamirim, ascende ao poder o Partido Republicano Brasileiro (PRB), com somente uma cadeira no Senado Federal.

Humberto SalesEleitores foram às urnas e escolheram candidatos, para as prefeituras, filiados a diversos partidosEleitores foram às urnas e escolheram candidatos, para as prefeituras, filiados a diversos partidos

Em São Gonçalo do Amarante, o Partido da República (PR) continuará chefiando o Executivo Municipal, mas amargando a perda de cinco Prefeituras Municipais em comparação com o pleito de 2012, quando fez 18 prefeitos em todo o estado. Apesar de ter vencido em 52 cidades, o PSD não foi o campeão em número de votos, tampouco no total de governados. O PDT, além de ter sido a legenda mais votada, governará uma população de 883.712 pessoas – moradoras das cidades de Natal e José da Penha, esta última no Oeste potiguar. Outros 15 partidos fizeram prefeitos na votação do domingo passado. Alguns deles – PHS, PRB, PROS, PRP, PRTB, PSOL, SD e PTN -, pela primeira vez. O Partido do Movimento Democrático Brasileiro, o PMDB, comandará 41 Prefeituras  espalhadas por todas as regiões do estado. O PSD chefiará a administração municipal de 52 cidades potiguares.

“Esse quadro, acredito eu, não seja pela força dada pelo atual Governo do Estado aos candidatos. Há uma migração natural para a base de um governo recém-eleito. Essa foi a primeira eleição municipal desde que o atual governador assumiu e as costuras para essas eleições foram feitas muito antes, justamente para aumentar a sua base de apoio”, analisou o cientista político Bruno Oliveira, especialista em marketing pela Fundação Getúlio Vargas e mestre em Ciências Sociais pela UFRN. Para ele, eleger um número maior de prefeitos não significa o fortalecimento do partido, tampouco da gestão estadual, pois há um “desgaste político” do atual governador e, em muitos municípios, como Mossoró, ele não apoiou o então candidato do partido, o prefeito Francisco Silveira Júnior, que desistiu de concorrer à reeleição às vésperas do pleito. Em Parnamirim, onde o partido lançou o deputado estadual Carlos Augusto Maia como candidato à Prefeitura, também não logrou êxito.

Além da pulverização partidária, o número de votos não validados nas Eleições 2016 no Rio Grande do Norte também merece destaque. Dos 2,4 milhões de eleitores, aproximadamente 45% não teve o voto validade por ter escolhido a votação em branco, ter anulado o sufrágio ou não ter comparecido ao local de votação no dia 2 de outubro. Segundo dados divulgados sexta-feira passada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foram considerados como válidos 1.024.958 votos, o que corresponde a 55,44% do número de eleitores. “Isso confirma a frieza da população em relação à Política, às campanhas eleitorais. A população não está interessada em se envolver na Política como antes. Apesar disso, houve uma significativa renovação no cenário político estadual”,  comentou o cientista político.

Números
Conheça, abaixo, os maiores colégios eleitorais do RN e o partido que chefiará a Prefeitura Municipal (ou que se manterá, em caso de reeleição).

Natal
534.582 eleitores
PDT – Reeleição

Mossoró
167.120 eleitores
PP – Eleição

Parnamirim
108.719 eleitores
PRB – Eleição

São Gonçalo do Amarante
61.413 eleitores
PR – O partido se mantem no poder com um novo prefeito eleito.

Macaíba
48.828 eleitores
PSD – Eleição

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Ricardo Araújo
repórter

Fonte: Tribuna do Norte